sábado, 27 de julho de 2013

Morre JJ Cale, autor gênio por traz de After Midnight, Cocaine e Call Me the Breeze

Está ficando chata essa história de anunciar velório. Esse ano já perdi as contas de quantos artistas legais passaram dessa pra outra. Não vou dizer que pra melhor porque ninguém voltou pra contar.
O fato é que J.J. Cale morreu aos 74 anos vítima de um ataque do coração e é nosso dever noticiar.
Autor dos clássicos Cocaine e After Midnight imortalizados na voz de Eric Clapton e Call Me the Breeze, popular com Lynyrd Skynyrd. Além de outros de sua lavra, como Mama Don’t, Midnight in Memphis, Magnolia, Crazy Mama, Cajun Moon e mais uma pá.
Nascido em 5 de dezembro de 1938 em Oklahoma, John Weldon Cale começou a tocar guitarra nos clubs de Tulsa nos anos 50 ao lado de Leon Russel. Tornou-se um compositor, guitarrista e vocalista dos mais respeitados, tendo transitado por diversos gêneros musicais.
No começo dos anos 60, em Los Angeles, engenheiro de estúdio e tocou com Delaney & Bonnie gravar After Midnight em 1965.
Seu primeiro album, Naturally, de 1971, emplacou Crazy Mama, uma nova versão de After Midnight e Call me the Breeze.
Nunca teve a intenção de ser famoso. Foi uma grande influência para Eric Clapton, que gravou After Midnight e Cocaine, no álbum ao vivo Just on Night (1979), I’ll Make Love To You Anytime (Backless, 1978), Travelin’ Light (Reptile, 2001) e Angel, que está em seu último album Old Sock (2013).
Gravou com Claptonu The Road To Escondido (2006, Reprise Rec), premiado com o Grammy como melhor álbum de Blues Contemporâneo.




Nenhum comentário:

Postar um comentário