sexta-feira, 8 de novembro de 2019

Luta de Classes

(Pra lembrar que o samba é e sempre será resistência)

Cresceu
O sentimento de ódio no peito do homem
Esquerda direita e o povo morrendoo de fome
Dois lados da mesma moeda jogando com a sorte

A luta de classes já é uma realidade
A autoridade tem a obrigação de itervir
Mas também participa da promiscuidade
Corrompendo, pagando, roubando e morrendo de rir

O europeu que chegou nessa terra trazendo a tristeza
Roubou, estuprou e matou de maneira tão vil
Enganou o povo nativo de rara beleza
Disse que a terra era dele e chamou de Brasil

500 anos passaram e os loucos voltaram
Continua o extermínio do pobre e a escravidão
E a classe média que é gado e capacho do rico
Carrega uma arma no coldre e a bíblia na mão

E o samba que nasceu no morro e na opressão
Vai chorar e vai sofrer, mermão
Mas não vai se calar nesse momento, não

Nenhum comentário:

Postar um comentário